Bombe no LinkedIn: experts dão dicas para ganhar destaque na rede

Principal rede para quem deseja apresentar suas aptidões
profissionais na web, o LinkedIn é um recurso interessante para fazer
contato ou mesmo para procurar vagas de emprego. Se o objetivo é ganhar destaque
na plataforma, a primeira dica é manter o próprio perfil sempre completo e
atualizado

A descrição de itens como experiência, formação acadêmica,
cursos complementares e outras competências precisa estar sempre em dia: “Se você
não atualiza o perfil, o próprio algoritmo da plataforma identifica que você
não é um usuário ativo e te coloca para trás nas buscas”, afirma Tais Targa, psicóloga
e coach de empregabilidade 

Leia também: Redes sociais no trabalho: veja dicas para evitar transtornos com o chefe

Em entrevista ao R7, a psicóloga faz recomendações especialmente para o
preenchimento do resumo profissional — que aparece como item inicial no perfil de
cada usuário: “O resumo serve para a pessoa contar a sua história, a sua
jornada. A primeira frase tem que ter impacto e traduzir quem você é como
profissional. Só depois é que você deve falar sobre a sua experiência e o que
você domina em termos de ferramentas”

A foto de perfil deve transmitir uma imagem séria e comprometida: “Como em toda rede social, o LinkedIn é usado
para que as pessoas sejam vistas. O logotipo da sua empresa, por exemplo, não
serve como foto de perfil. Se você não trabalha de terno e gravata, também não
precisa postar uma imagem nestes trajes. Escolha uma foto que reflita o seu dia
a dia profissional. O ideal é que o retrato seja do busto para cima e que a
pessoa esteja olhando para frente, sorrindo ou com uma expressão mais leve”,
diz Tais

Leia também: Aprenda 5 formas de manter os curiosos afastados do seu Instagram

De acordo com a psicóloga, a participação ativa nos grupos
do LinkedIn também pode aprimorar seu relacionamento com profissionais com interesses
semelhantes aos seus: “Quanto maior a participação nos grupos, mais visto é o
seu perfil. O próprio algoritmo da rede também acaba entendendo que você é
importante para aquelas pessoas e para os assuntos ali discutidos”

Já na hora de enviar convites para novas conexões, o mais
indicado é procurar usuários com interesses em comum: “Ao mandar a solicitação,
vale ainda escrever uma mensagem personalizada para o destinatário. Recomendo ainda
que não sejam enviados mais de 40 ou 50 convites por dia — caso contrário, o
LinkedIn pode entender que você está enviando spams”, alerta Tais Targa

O jornalista e consultor de mídias sociais Cristiano Santos,
por sua vez, comenta sobre o compartilhamento de conteúdo na rede: “Não devemos
pensar que o LinkedIn existe só para falar do mundo corporativo. A plataforma serve
para o consumo de informações que possam ser interessantes tanto para você como
para a sua rede”, pondera Santos. Evite, entretanto, a propagação de opiniões
polêmicas sobre temas como política e religião

Por fim, capriche nas palavras-chave — aquelas que resumem
as suas aptidões como profissional. “Quanto mais você usá-las, melhor colocado
será o seu perfil no LinkedIn. Ao escolher os termos, pense sempre nas
expressões utilizadas pelos recrutadores nos processos seletivos. Visite perfis
de pessoas da sua área para saber quais palavras-chave elas costumam utilizar e
analise os adjetivos que as empresas costumam pedir”, conclui Cristiano Santos

Compartilhe