Novo reitor da UFTM, Luiz Fernando Resende dos Santos Anjo toma posse em Brasília

Solenidade ocorreu no auditório do Ministério da Educação (MEC), na manhã desta quarta-feira (19). Ministro da Educação, Abraham Weintraub, deu posse ao novo reitor da UFTM, Luiz Fernando Resende
UFTM/Divulgação
O novo reitor da Universidade Federal do Triângulo Mineiro (UFTM), professor Luiz Fernando Resende dos Santos Anjo, foi empossado no cargo na manhã desta quarta-feira (19), no auditório do Ministério da Educação (MEC) em Brasília.
A nomeação dele como reitor da UFTM tinha sido publicada no Diário Oficial da União de terça-feira (18). O decreto foi assinado na segunda-feira (17) pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL) e pelo ministro da Educação, Abraham Bragança de Vasconcellos Weintraub.
Luiz Fernando Resende dos Santos Anjo é nomeado reitor da UFTM; confira posicionamentos
Conforme nota divulgada no site da UFTM, no discurso de posse, Luiz Fernando agradeceu o apoio de sua equipe e a parceria de gestão da Ana Lúcia de Assis Simões. “Estou confiante no futuro da UFTM e assumo o compromisso de manter a universidade focada na excelência e cada vez mais diversa, inclusiva, interdisciplinar, internacional e comprometida com sua contínua inserção social. E garanto que farei uma gestão para todos”, afirmou o novo reitor.
Luiz Fernando, que foi o segundo colocado na lista tríplice, terá mandato de quatro anos. O novo reitor é graduado em Engenharia Civil, mestre e doutor em Engenharia Civil, área de concentração em Recursos Hídricos. É professor adjunto, vinculado ao Instituto de Ciências Tecnológicas e Exatas (ICTE) no Departamento de Engenharia Civil ministrando aulas para os Cursos de Engenharia Civil, além de atuar como professor do Programa de Mestrado Profissional em Inovação Tecnológica da UFTM. Ele também foi coordenador do curso de Engenharia Civil da UFTM, diretor do ICTE da UFTM e vice-reitor.
Além de Luiz Fernando, o ministro da Educação, Abraham Bragança de Vasconcellos Weintraub, deu posse aos novos reitores de outras quatro universidades federais e de três institutos federais.
Compartilhe